terça-feira, 3 de abril de 2012

Como Estudei e passei em meu primeiro concurso público

Embora este não seja o assunto que costumo abordar no blog, muitos amigos que estudaram, como eu, precisaram de um emprego estável para continuarem escrevendo e criando com mais liberdade, sentindo que seus filhos estão mais amparados financeiramente, me perguntam como consegui passar, se é difícil e tal. Como digo no tema do blog, "...e o que mais tocar nossos corações" e acho que todo caminho que trilho é sagrado pois faço com entrega e amor. Em respeito aos que me pediram, abri espaço para orientar sobre como passei, minha rotina de estudos e orientações.


Todos que estudam para concurso passam pelo mesmo dilema: como me organizar?
Um bom programa de estudos, que leve em conta o tempo que dispomos e as matérias a serem estudadas é um dos segredos para passar. 
Eu comecei minha trajetória de concurseira do zero e sozinha. Eu, Deus e a Internet. Realmente não sabia bulhufas sobre como estudar, o que eu iria enfrentar e, ainda por cima, não estudava há mais de 15 anos.
Mãe de cinco filhas, sem grana, com empregada somente meio período e com uma deficiência física que me impedia de agilizar boa parte das coisas que facilitariam a liberação de tempo para me dedicar, o que fazer?

O que eu tinha, de fato, era motivação. Minha motivação era minha família, que precisava, de uma vez por todas, de uma estabilidade financeira e, sem formação que me proporcionasse outros caminhos e despesas maiores que a profissão de autônoma me proporcionava, o concurso público me pareceu o caminho mais sensato a seguir, ainda que não pudesse ter certeza de que iria passar, eu teria que tentar, e com todas as minhas forças, pois não poderia ficar muito tempo estudando.
Eu sabia que muita gente estudava por anos para concurso e isso me amedrontava, lógico. Por isso deixei todas as atividades paralelas, comprei uma apostila para o INSS e separei, inicialmente, 2 horas para estudar. O edital estava para sair a qualquer momento, mas só saiu um ano depois disso.
Filhos são movidos por ritmos, no início elas estranham a nova rotina mas, com o tempo, passam a respeitar. O importante é fazer a mesma coisa todos os dias, organizando o tempo para eles também. Há dias em que fica caótico, normal, mas no outro dia eu começava tudo de novo.

Bem, ao começar a ler a apostila, fiquei desesperada. Não entendia nada! Depois de uma semana tentando, sem muito sucesso, decidi procurar um curso online. Paguei e, embora não tenha gostado muito, foi importante para o processo de organização. Comecei a ler blogs, passagens de livros e depoimentos para me orientar melhor. Lia Salgado, Hugo Goes, Ate Passar, todos!
Como estava sozinha, o blog Ate Passar foi essencial para entrar em contato diariamente com quem estava na mesma que eu. Ali fiz amigos de verdade, tive um grupo que motivava um ao outro constantemente e pratilhava desafios, desabafos, dúvidas e dicas.
Comecei estudando 2 horas, como disse, fui aumentando para 3, depois para quatro, passei um bom tempo estudando 6 horas por dia, 7, 8 e, após o edital, estudava entre 8 e 10 horas por dia. Me dividir era um desafio, mas me sentia tão motivada, tão positiva e confiante, que gostei  muito de todo o processo. Sou uma pessoa melhor, mais organizada, mais positiva e com mais auto-confiança.

Tudo foi importante mas, em resumo, gostaria de partilhar a essência do que funcionou melhor para mim:

Primeiro de tudo: confie em você mesmo. Mantenha sempre um pensamento positivo, escreva diversos papeizinhos coloridos com frases que te motivam e coloque em seu espaço de estudos. Eu costumava postar quase diariamente no Ate Passar a frase: “Menos um dia para a posse” e eu realmente sentia isso.
Em segundo lugar: escolha UM concurso. Ao escolher, verá pelo edital anterior as matérias que caíram, provavelmente serão as mesmas.

Terceiro: faça um plano de estudos. Esse tópico é a chave.

Antes do edital: Seja realista quanto ao seu tempo para estudos. Ao verificar quanto tempo tem para estudar, terá que dividir cada matéria por prioridade. No início conseguirá estudar menos, é normal. No edital anterior aparecem quantas questões por matéria e qual o peso de cada uma delas na prova. É importante também frisar as matérias que mais tem dificuldade, pois estas, fatalmente serão mais difíceis assimilar.
Pegue um papel ou arquivo de computador e digite as matérias a serem estudadas. Divida o tempo como orientei, por exemplo, se tiver duas horas, separe uma hora para as matérias principais (no meu caso – direito previdenciário e português) e a outra hora divida entre as matérias secundárias. Se precisar de mais tempo em uma matéria, separe um sábado para vê-la por mais tempo, por exemplo, mas por experiência, o melhor é ver todas as matérias todos os dias.
Fins-de-semana são para descanso, mas pode separar metade de um sábado e até o sábado todo para estudar uma matéria com mais dificuldade, mas eu separava para fazer exercícios, de acordo com o tempo de divisão das matérias que usei para a semana. Como diz a Lia Salgado: concurso é maratona, não corrida de obstáculos.
Durante todo o processo dos estudos é muito importante ter pedaços de papel que serão chamadas fichas-resumo para ir marcando tópicos importantes da matéria estudada. Uma vez por semana, volte neles e dê uma lida. Também pode colar na parede vários destes, bem coloridos, para ler ao estudar uma matéria.
Mais para o final dos estudos, já estava mais madura, a melhor forma de organizar os estudos para mim foi fazer duas tabelinhas bem simples: uma com a divisão das matérias por hora, seguindo diariamente, e outra com o que estava estudando em cada matéria. Foi o que funcionou melhor.

Essa tabela abaixo foi a que estudei para o Senado após o edital – as matérias em vermelho eram as de maior peso, matérias em azul para as de peso secundário. A tabela com “1ª, 2ª” eram as horas de estudos. Usei-a por uns 20 dias, já que tinha pouco tempo.

MANHÃ
Café da manhã e orientação das pequenas
1h – 7 às 8h
Português
2ª 
1h – 8 às 9h
Direito Previdenciário
1h – 9 às 10h
Direito Previdenciário
1h – 10 às 11h
Direito Previdenciário
1h – 11 às 12h
Direito Previdenciário
INTERVALO – banho pequenas, almoço, pão, descanso
TARDE
1 h – 2 às 3h
Informática – só questões voltando na teoria
1h – 3 às 4h
Exercícios de Direito Previdenciáiro
1h – 4 às 5h – meia hora cada de exercícios voltando na teoria
Direito Administrativo
8112
1h – 5 às 6h – meia hora cada de exercícios voltando na teoria
Ética
Constitucional
NOITE
10ª
1h – só exercícios voltando na teoria
Questões


Racicínio lógico
11ª  
1h - 8 às 9h
Questões
12ª
1h – 9 às 10h
Questões



Matéria

O que estou estudando

Lembrar

Português
Entender predicativo e ler redação oficial
Última semana só exercícios.
Específica
Aula 13 - pág 4

Aula  18

Direito Constitucional
Terminar constituição, art. 70 a 75
Áudio de direito const. 06 – 14min
Direito Administrativo
Ler tabela de prazos da 8666

8112
Giuliano Menezes – EXERCÍCIOS 2, 15 MIN – re-ler parte de rito sumário e penalidades.

Ética
Estudando o arquivo ética 15 min – PÁGINA 15
Questões 15 min
Ler art 116 da 8112 e comparar com os deveres do código de ética
Informática
Continuar revisão pelo caderno de flor
Revisando...
Raciocínio Lógico
AULA 4, pág 8





Além dessas, mantinha uma tabela estilo calendário para ir marcando e acompanhando quantos dias faltavam, dias que tinha compromisso, para não me perder no tempo.
Havia matérias que eu não entendia bulhufas mesmo após estudar muito e é aí que as vídeo-aulas entram. Sou super grata à equipe do Eu Vou Passar, com excelentes professores e materiais. Possuem cursos maravilhosos, sabem o que estão fazendo e o preço é acessível. Dá pra acompanhar um curso completo de alguma matéria ou assistir só o que tem dúvida.

Após o edital:
Tire quantos dias forem necessários para estudar o edital. Leia-o minuciosamente, marque o que achar importante, agende as datas... depois pegue as matérias que irão cair e cole em um arquivo em Word. Nomeie o arquivo e comece o trabalho de separação.
Cada matéria vá decompondo (um tópico abaixo do outro como no exemplo):
LÍNGUA PORTUGUESA
Leitura e análise de textos.
Estruturação do texto e dos parágrafos.
Articulação do texto: pronomes e expressões referenciais, nexos, operadores sequenciais.
Significação contextual de palavras e expressões.
Interpretação: pressuposições e inferências; implícitos e subentendidos.
Variedades de texto e adequação de linguagem.
Equivalência e transformação de estruturas.
Discurso direto e indireto.
Sintaxe: processos de coordenação e subordinação.
Emprego de tempos e modos verbais.
Pontuação.
Estrutura e formação de palavras.
Funções das classes de palavras.
Flexão nominal e verbal.
Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação.
Concordância nominal e verbal.
Regência nominal e verbal.
Ocorrência de crase.
Ortografia oficial.
Acentuação gráfica.
Redação Oficial (Manual de Redação da Presidência da República e Manual de Elaboração de Textos do Senado Federal).

Isso é apenas um exemplo: vá decompondo os pontos da matéria e marcando – vermelho para o que não sabe ou nunca viu, amarelo para o que já tem noção e verde para o que já sabe.
Durante os dias que antecedem a prova vá seguindo seu cronograma de estudos dando preferência ao que nunca viu até que todos estejam verdes. Quando já tiver visto tudo, foque em exercícios diariamente, voltando na matéria após cada exercício para firmar.

Nas últimas semanas até a prova é hora de fazer muitos exercícios e se lembrar do que teve mais dúvida de acordo com a banca de seu concurso. Isso você vai pegando o jeito com o tempo, mas é super importante também pegar o jeito com a banca. Sugiro demais o site Questões de concurso.
Na última semana também, revi todas as fichas resumo ponto por ponto.
Eu relaxei antes da prova. O dia anterior foi de completa paz, alegria, bons momentos e sono merecido.
O mais difícil, sem dúvida, nesta trajetória foi manter a motivação, pois é um processo isolado, que poucos compreendem e que é um desafio contra você mesmo e a seu favor.

No dia que vi meu nome na lista dos aprovados, ainda em primeiro lugar, confesso que sensação foi de alívio indescritível, tanto pela conquista quanto por não ter mais que estudar. Adorei todo o processo de estudos, mas claro que é um processo no mínimo intenso, uma fase necessária que passou, foi um ano de minha vida dedicada inteiramente aos estudos. Mesmo tendo sido para vagas especiais, o nível da concorrência foi alto e é um concurso federal, o mérito é o mesmo para mim!
Desejo esta sensação para você que, como eu, precisou e conquistou. O o futuro a Deus pertence e a quem se empenha em busca de seus objetivos, com fé, entrega e amor!

19 comentários:

  1. Parabéns, querida!

    Sua história é um exemplo pra todos nós!

    ResponderExcluir
  2. Eita saudade de você no ATP..
    Ivan

    ResponderExcluir
  3. Maria, meu nome é Liana. Você disse que estava há 15 anos sem estudar e não entendia nada de algumas matérias. Estou assim e não sei o que fazer. O que vc fez? Por acaso leu pontos de, por exemplo, direito administrativo, e quando tentou fazer questões, acertava só a terça parte? Estou desesperada. Será que emburreci? Me ajude dizendo se sentiu isto e como alavancou os estudos.
    beijos e muitos parabéns pela sua vitória

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Liana!É normal se sentir assim. Não emburreceu, tenha certeza disso. É um dia de cada vez e persistência, só assim chegará ao ponto de ir entendendo as coisas. Alavanquei os estudos com persistência e organização, só.
      Muito boa sorte nos estudos! Persevere, vai dar tudo certo.

      Excluir
  4. Bom dia Maria do Sol! Precisamos sempre de um exemplo e uma meta, o exemplo eu já tenho, é Você, amei a sua trajetória, vou me espelhar nela.
    Meu nome é Simone, tenho 30 anos, casada, sou de Andradina/SP, não estudei mais nada depois do ensino médio e hoje com filha de 03 anos e desempregada sinto a necessidade de me aprimorar em algo, não sei bem ainda para qual concurso estudar, tenho que fazer os estudos em casa - grana está curtinha - somente meu marido trabalha e minha filha ainda não vai para escolinha, sem contar as rotinas de casa que são bem puxadas - você sabe?!. Veja se estou pensando certo: Vou começar com Português e Matemática básica para revisar, o que você acha? E depois o que posso estudar? Esse ano já saiu concurso para Escrevente Técnico Judiciário acredito que em 2013/2014 sai outro, vou me preparando para esse por enquanto, o salário é bom!! Outra coisa, você disse para estudar no PC, a tela faz minha vista doer, preciso de material no papel mesmo, onde você me orienta conseguir, e com exercícios para que eu possa praticar?
    Obrigada pela atenção.
    Simone Santana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara Simone, desculpe-me a demora em responder. Fiquei um bom tempo sem internet e passando por diversas mudanças, acabando por ter que deixar o blog de lado. Tenha força,vai conseguir. Eu também não tinha estudado nada e passei, mesmo com filhos, casa para cuidar e contas para pagar. Português certamente é o carro chefe dos concursos. Se não tiver um específico em vista, sempre estude tudo o que cai em todos os da sua área (português, raciocínio lógico, direito administrativo...) e separe menos tempo para as específicas. Na véspera, intensifique e faça muitos, mas muitos exercícios voltando na teoria. E reforce sempre que vai passar, vai passar, vai passar! Boa sorte e tudo de melhor!!!

      Excluir
  5. Olá Maria, gostaria de entrar em contado com você por email para tirar algumas dúvidas...


    Meu email é nandaborgges@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Maria!

    Adorei ler seu relato. Realmente o mérito é só seu!

    Estou estudando (comecei ha pouco tempo) quase 5 horas por dia. A única questão que me atrapalha um pouco, é a gravidez. Tenho andando bem indisposta, com falta de ar..

    mas, tenho planos para continuar estudando. Preciso de estabilidade para assegurar o futuro do meu filho que virá em breve.

    Estou estudando muito português e raciocínio lógico. Quero muito prestar o INSS. Já comprei a apostila que está a caminho.

    Quanto ao curso online, você não gostou?

    Vou seguir seu blog.

    Obrigada por compartilhar dicas e sua experiência!

    ResponderExcluir
  7. Obrigada por compartilhar e nos ajudar nesta maratona!

    Forte abraço
    Karline Batista

    ResponderExcluir
  8. nossa a sua hitoria me motivou tenho 23 anos e tou 6 anos que tou "parada" em relação a estudos ... dependo do meu marido e sinto assim como vc sentia que está faltando algo na minha vida ..estou enfrentando uam doeça tambem nada facil muitos dizem quem n tem cura mas da pra sobreviver com tratamento e ai eu gasto muita minha energia preocupada ...mas quero mudar minah vida ...tou disposta apassar no concurso ...e fico felzi pro vc se eu passar nesse concurso concerteza voltarei pra agradecer avc a sua linda historia que me motivou nesse momento

    ResponderExcluir
  9. Nossa, sua história é mto linda, Deus viu o seu esforço e te ajudou. quero muito ter um bom emprego, passar em um concurso, estava pensando em fazer aqueles cursos sabe, "cursinho" que vc acha?

    Ass:
    Lu

    ResponderExcluir
  10. Sua trajetória de conquista é maravilhosa e um ótimo motivacional para quem está em busca de uma vaga no setor público.
    Parabéns!!

    ResponderExcluir
  11. Gostei da suas dicas e vc mulher tem uma grande fé.

    ResponderExcluir
  12. Parabens, querida estou nessa luta foco INSS, mas as vezes me sinto como se eu fosse a pessoa mais burra do planeta , da um desespero minha estoria é parecida com a sua bjos que Deus te abençoe sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata pelo carinho, Ivanilde! Pode ter certeza de que, com dedicação, tudo isso fica para trás!

      Excluir
  13. Maria eu também vou tentar o concurso do inss e tenho fé, que com foco e determinação vou testemunhar como vc, Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa sorte, com fé e determinação, você certamente conseguirá!

      Excluir
  14. interessante que foi para vagas de deficiente, queria ver se fosse na ampla concorrência. a historia seria outra.

    ResponderExcluir